Como compreen(fu)der a vida: uma visão sentimental da razão ou seria racional dos sentimentos(?) - Um Gole de Utopia
Devaneios Vinte e poucos anos

Como compreen(fu)der a vida: uma visão sentimental da razão ou seria racional dos sentimentos(?)

maio 9, 2017

This is real(?). De ponto a ponto, me afogo sob a chuva torrencial enquanto meus passos se arrastam com dificuldade por entre as poças. Eu podia ter me abrigado, sim, mas e se eu estiver abrigado? Agora, nesse exato momento, pois sinto-me bem acolhido.

Me desculpe a confusão, sei que é desnecessário, afinal, eu poderia apenas viver por viver, sem questionar. Mas infelizmente esse buraco já está aberto, i’m sorry again.

Ainda me sinto extasiado com os últimos dias que se passaram, e não é para menos, fui da cova ao paraíso e cá estou, pro meu desagrado, de volta em terra. Talvez todas as realidades que vivemos sejam exatas, pois a cada piscar de olhos nos vemos em um novo mundo, não? Acredito que sim. E tu sente aquela maré de bad trip seguida de orgasmos pela vida e então um gap… Em seguida, o ciclo se repete, e repete… Bom, são as realidades de que falei. Nenhuma absoluta, todas existentes. Mas qual o ponto? Vivemos racionalmente a partir dos sentimentos, ou vivemos sentimentalmente a partir do racional, pois o que vem antes, o sentimento ou o pensamento?

Feelings never do make sense, they get u all confused. Then they drive u around for hours before they drop u right back where u started.” Damn! Blair have a point.

Não, não é tão simples quanto ovo e a galinha rs ou talvez seja, talvez não importe o que vem a priori, mas sim o resultado da química criada pelos dois. O cenário mais dramático e provavelmente mais correto? Talvez eu nem saiba do que estou falando, não sei sequer diferenciar os dois, ovo ou galinha, sei lá, posso só bater os dois juntos no liquidificador e tomar?

Comecei falando de realidades, né? Sh!t sh!t! Me sinto entre “tudo acontece por um motivo” e “a vida não significa nada”.

“I don’t think people understand how stressful it is to explain what’s going on in your head when you don’t even understand it yourself.” Sara Quin sacou, e pior, imagina então considerar o que passa na cabeça e no coração…

Penso, talvez venha a calhar criar um manual, o primeiro manual escrito por uma pessoa com complexos sentimentais, distúrbios psicológicos, personalidade(s) deficiente(s) e geminiana(?) rs 

Como compreen(fu)der a vida: uma visão sentimental da razão ou seria racional dos sentimentos (?)

Um belo título, não? Foda-se, eu gostei.

You Might Also Like

5 Comments

  • Reply hellz junho 28, 2017 at 5:39 am

    MANUAL PRA GEMINIANOS COMPREENDER ESSA PORRA TODA? QUANDO SAI? QUERO PRA ONTEM! HAHAHAHAHAHAH

    beijo!
    http://www.beinghellz.com.br

    • Reply ALBQRQ agosto 10, 2017 at 1:46 pm

      Heeey Hellz.

      Seria bom né, preciso muito, acho que o mundo precisa rs

  • Reply Gabriela agosto 5, 2017 at 2:00 pm

    “…fui da cova ao paraíso e cá estou, pro meu desagrado, de volta em terra”.

    Como me identifiquei!
    Saudades estava daqui!

    Abraços!

  • Reply yasnaya agosto 15, 2017 at 1:09 pm

    Ahhhhhhhh como eu amo ♥ de paixão posts assim!!!!
    Cara, a melhor parte de ser humano e a pior, é a consciência, é pra foder mesmo.
    Acho que o equilíbrio se dá quando você se conhece, então tudo dá certo na sua cabeça, porque você sabe a causa e a saída.
    A vida é assim, um agridoce, que bom, mesmo sendo essa porra louca.
    Além da exatidão e do feeling, existe toda a epiritualidade, não há como escapar, seja ela qual for, entender isso também te deixa meio que em paz.

    A gente sempre vai ter dias de um vazio enorme, vai ter dias que significam, e é isso aí, tudo bem, essa é a normalidade ¯\_(ツ)_/¯. Eu questiono tudo, sou sim overthinking, e não consigo deixar de ser ♥
    Porque isso tudo aqui é loko demais pra mim hahahaha não sei lidar.

    Pra finalizar, esse post foi pura identificação ♥
    Como eu não conhecia esse blog??????? Estarei por perto hahaha
    xero

  • Reply Ana agosto 19, 2017 at 12:44 am

    Engraçado que quando li o título do post, fiz exatamente essa cara do gif ahuahu
    Por muitas vezes, me arrependo de “abrir buracos” e ficar questionando e queimando neurônios com questões x ou y. Bom, tu me fez abrir um desses agora. Talvez viver por viver, sem questionar, fosse mais confortável, mas certamente menos interessante e instigante, não é?
    Vou dormir pensando na tua questão.
    bye bye ♥ Saudades que eu tava daqui!

    acid-baby.blogspot.com

  • Leave a Reply

    Translate »